Portal de Eventos - UEM, XIII Semana da Estatística da UEM

Tamanho da fonte: 
Perfil da população com deficiência da região metropolitana de Maringá
Rayanne Acorsi, Cledina Lonardan Acorsi

Última alteração: 2016-10-13

Resumo


Uma pessoa é considerada portadora de deficiência quando apresenta alterações de estruturas ou de funções de forma permanente, o que pode incapacitá-la para a realização até mesmo de atividades cotidianas. Estima-se que aproximadamente 1 bilhão de pessoas no mundo, cerca de 15% da sua população, apresentam algum tipo de deficiência ou incapacidade. Cerca de 80% dessas pessoas vivem em países em desenvolvimento. Este trabalho teve por objetivo identificar e descrever o perfil da população de deficientes da Região Metropolitana de Maringá (RMM), Paraná, considerando sua tipologia socioespacial, a qual foi definida pelo Observatório das Metrópoles, Núcleo de Maringá. Para a elaboração desse perfil, foram utilizados os microdados da amostra Censo 2010, disponibilizados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e processados por meio do software SAS. Quando se trabalha a RMM na sua configuração geral, seus indicadores apresentam valores inferiores aos nacionais. Estes mesmos indicadores, quando calculados considerando sua divisão tipológica, sugerem um desequilíbrio importante na prevalência das deficiências, sejam elas visuais, auditivas, motoras ou mentais/intelectuais. Verificou-se que, de maneira geral, os tipos Popular Operário, Operário Popular e Agrícola apresentaram os maiores percentuais de pessoas com deficiências. Em contraposição, o tipo Superior Médio apresentou os menores indicadores. Estes resultados oferecem subsídios para novas investigações, permitindo melhor compreensão de suas causas, suas implicações e possíveis ações necessárias.


Palavras-chave


Pessoas com deficiência, indicadores, perfil de saúde